segunda-feira, 31 de maio de 2010

A happy alheia incomoda ? (a da Hebe sim!) Por Adriana Favilla


Eu sou uma fã incondicional de Hebe Camargo. Sim folks, creim! Acho Hebe tão Alice in Wonderland que admiro! Parece que ela só se preocupa com seus diamantes que devem ser polidos mensalmente. E para tirar a dúvida se ela existia ou não, fui à seu programa. Ela existe, é real! Bom, em 2005 ela era..agora já não sei...

Sim a Drix é meio louca..Hebe, felicidade alheia...explico: será q ela acorda rindo e falando “que graciiiinha”? Isso me irrita! É uma felicidade constante? Sim, a felicidade da Hebe me irrita! A alheia (que não seja a da Hebe) não me irrita não. Sem sacanagem...to nem aí. Felicidade é um negócio tão cafajeste que não to nem aí se fulano tem ou não. Oxe, e não é cafajeste?? Quando você está se achando a bala que matou John Lennon, vem uma tristeza toda faceira ou um problema tooodo cheio de dentes de tão sorridente e a cafajeste da felicidade vai embora...Ok, mas o tema não é este. Se continuar neste ritmo, tia Cau me bate.

Nunca acreditei em felicidade, portanto não tenho como invejá-la no alheio! Acredito piamente nos tais e sinceros momentos felizes. Nestes sim. Sempre aparecem se você estiver na vibe. Sempre. (Mas o assunto também não é este...será a segunda que me deixa assim?)

Para aqueles que me invejaram quando estive em plena felicidade por ir até o programa da Hebe...morte! Sim, para todos! Acho que tudo pode ser diferente. E porque não matar essa tal inveja da felicidade alheia? Gente, isso não pode, nem deve incomodar. É irracional. Que inveja é esta meu deus? Não sabe seguir a sua estrada não? Trilhar seu caminho, seja complicado ou não, é um dever unicamente seu. Não é porque o outro está feliz que você também deveria estar ou vice-versa. As coisas vem a partir do momento que nos deixamos levar pelo Universo. Cada coisa chega em sua hora certa, sem atrasos. E muito menos adiantamentos. Nossos obstáculos até os tais momentos felizes servem para amadurecimento (me corrijam se eu estiver dopada)...portanto, sem inveja da happy alheia. Se a pessoa chegou até lá, não foi presente...foi puro merecimento!

Drix



5 comentários:

Caroline. disse...

Ahazou como sempre =D
Beijão =*

Mariana Chetto disse...

Amei seu texto Dri!!!!!! Verdadeiro e hilário!

Alba Querino disse...

Drix superpoderosa geração 10!
Pedaço do seu texto que me cativou: " os sinceros momentos felizes"

Bia disse...

ri horrores! Ameeeei :D

Mulheres TPM: ternas, polivalentes e modernas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.